Últimas Notícias
16/9/2010
PORTAL BRASIL TRANSPORTES

14/8/2010
SÃO PAULO - MAIS RESTRITA A CAMINHÕES

Mais Notícias






Cadastre-se
Cadastre-se e receba novidades da SUPERVEL por e-mail

Nome:

E-mail:
  





14/8/2010

SÃO PAULO - MAIS RESTRITA A CAMINHÕES

A Prefeitura de São Paulo amplia a restrição a caminhões iniciada em Abril de 2008 que, até então, não atingia a Marginal Pinheiros e nem a avenida dos Bandeirantes como agora.  A medida deixou o empresariado do transporte preocupado com a segurança e o aumento dos custos.

Com  a chegada do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas, a Prefeitura Municipal de São Paulo anunciou novas regras que vão estreitar ainda mais o tráfego de caminhões na Cidade. Desde o pimeiro dia útil de Agosto, os veículos pesados não podem mais circular durante a semana, entre 5h e 21h, pelas avenidas dos Bandeirantes, Roberto Marinho e Marginal Pinheiros, entre as pontes do Jaguaré e Morumbi.

Mas em meio à nova regra, o Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, também anunciou uma boa notícia para o transporte de cargas da capital, ao liberar os VUC (Veículos Urbanos de Carga) do rodízio de acordo com o final da placa. Antes a restrição era conforme o final da placa, se fosse par o veículo rodava apenas em dias pares e o mesmo com ímpares. Com isso, aumentou a possiilidade de utilização deste tipo de veículo nas operações urbanas, um pedido antigo do setor.  "O abastecimento da cidade é um dos serviços mais essencias para o seu funcionamento. O caminhão não pode ser visto como o vilão." disse o presidente em exercício do Setecesp, Manoel Sousa Lima Jr, à impressa durante evento de transporte.

O prefeito justificou a alteração com a chegada do Trecho Sul do Rodoanel.  "Se há algo importante em uma cidade com 11 milhões de pessoas é o transporte de carga. Nós tinhamos que aguardar a conclusão do Trecho Sul do Rodoanel e as obras na marginal Tietê para fazer esse avanço na restrição"

Com a medida, a alternativa para os caminhoneiros será seguir pelo Rodoanel Mário Covas ou deixar a viagem para os horário permitidos. Contudo, se a opção for a segunda, as empresas tanto embarcadora quanto transportadoras sofrerão com os custos que tais alterações deverão demandar, como contratação de motoristas para trabalhar a noite e investimentos na segurança, já que o transporte passará a ser noturno.

Para Roberto Alves Ferreira, gerente de operações da Rodorei Transportes, a medida vai afetar as atividades da companhia e dos clientes.  "A Prefeitura pensou apenas nos veículos que passam por São Paulo, que poderão margear a cidade pelo Rodoanel, contudo, a Rodorei, por exemplo, tem clientes dentro da cidade, alguns inclusive próximos a Marginal Pinheiros e a Bandeirantes. Com certeza seremos afetados, e se houver custos, poderão ser repassados. Neste momento não conseguimos medir o tamanho do impacto, mas ele é certo", lamenta.

Os motoristas que desrespeitarem a restrição serão multados por trafegar em local e horário não permitido pela regulamentação, que é considerada uma infração média, com quatro pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,12.

Fonte: REVISTA TRANSPORTE MUNDIAL AGOSTO/2010 - EDIÇÃO 86 ANO 9

Voltar para Notícias
SUPERVEL - Reforma e Manutenção de Caminhões
Todos os direitos reservados